• HIV infection and AIDS in a small municipality in Southeast Brazil Original Articles

    Eyer-Silva, Walter A; Basílio-de-Oliveira, Carlos Alberto; Morgado, Mariza G

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estudos sobre as características da infecção pelo HIV em pequenos municípios brasileiros são de grande importância para o desenho de estratégias de intervenção, para a alocação apropriada de recursos e melhoria da assistência. O objetivo foi investigar as características clínicas e epidemiológicas da infecção pelo HIV em um pequeno município. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo em Miracema, município do noroeste do Estado do Rio de Janeiro, entre julho de 1999 e dezembro de 2003. Foram analisados todos os pacientes adultos com diagnóstico de infecção pelo HIV atendidos no Programa Municipal de HIV/Aids. Dados clínicos e epidemiológicos foram coletados prospectivamente por meio de questionário padronizado. RESULTADOS: Foram analisados no total 65 pacientes adultos que receberam atendimento no Programa Municipal de HIV/Aids. A maioria (34) eram mulheres (razão de sexos homem-mulher de 0,9). Encontrou-se preponderância absoluta de pacientes que nasceram em Miracema ou municípios vizinhos (94%), moravam em Miracema (90,7%), eram solteiros (70,8%), atribuíam a aquisição da infecção ao contato heterossexual desprotegido (72,3%) e tinham antecedentes de uso de cocaína inalada (27,7%). Desordens do sistema nervoso central (incluindo cinco casos de neurocriptococose) e insuficiência respiratória aguda semelhante à pneumocistose pulmonar foram as principais causas de morbidade. A maioria dos pacientes (56,9%) iniciou acompanhamento em estágios avançados de infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A preponderância de pacientes em estágios avançados de infecção pelo HIV sugere a existência de um grande reservatório de casos não diagnosticados na comunidade. Uma característica marcante da casuística foi a inversão da razão de sexos homem-mulher. Investigações adicionais cobrindo áreas geográficas maiores são urgentemente necessárias para o melhor entendimento do espectro clínico e epidemiológico da infecção pelo HIV em pequenos municípios brasileiros e áreas rurais.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Studies on the aspects of HIV infection in small Brazilian municipalities are invaluable to appropriately design control strategies, better allocate resources, and improve health care services. The objective of the study was to assess the clinical and epidemiological aspects of HIV infection in a small municipality. METHODS: A descriptive study was carried out in Miracema, a small municipality in the northwestern area of the state of Rio de Janeiro, Brazil, between July 1999 and December 2003. All HIV-infected adult patients followed up at the local HIV/AIDS Program were included. Clinical and epidemiologic characteristics were prospectively assessed through standardized questionnaires. RESULTS: A total of 65 adult patients who attended the local HIV/AIDS Program were analyzed. Most (34) were women (male to female ratio: 0.9). An absolute predominance of patients who were born in Miracema or neighboring municipalities (94%), lived in Miracema (90.7%), were single (70.8%), attributed the acquisition of HIV infection to unprotected heterosexual intercourse (72.3%) and had a past history of snorting cocaine (27.7) was found Central nervous system disorders (including five cases of cryptococcal meningitis) and acute pulmonary pneumocystosis-like respiratory failure were major causes of morbidity. Most patients (56.9%) were at presented in advanced stages of HIV infection. CONCLUSIONS: The predominance of patients on advanced stages of HIV infection suggest the existence of a large pool of undiagnosed cases in the community. A major feature of the cohort was an inverted male to female ratio. Further investigations over a broader geographic area are urgently needed for better understanding the clinical and epidemiological characteristics of HIV infection in small Brazilian municipalities and rural areas.
  • Pesticides and respiratory symptoms among farmers Original Articles

    Faria, Neice Müller Xavier; Facchini, Luiz Augusto; Fassa, Anaclaudia Gastal; Tomasi, Elaine

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Apesar do uso intensivo de pesticidas na agricultura, ainda são raros os estudos sobre avaliação de riscos respiratórios devidos a esses produtos. O objetivo do estudo foi dimensionar a prevalência de sintomas respiratórios entre agricultores e avaliar suas relações com o uso ocupacional de agrotóxicos. MÉTODOS: Foi desenvolvido um estudo transversal com 1.379 agricultores de dois municípios da Serra Gaúcha, Brasil, em 1996. Foram medidas a freqüência e as formas de exposição química aos agrotóxicos, além das intoxicações agudas para ambos os sexos. Foram entrevistados todos os indivíduos com 15 anos de idade ou mais, com no mínimo 15 horas semanais de atividade. Para investigar os sintomas respiratórios, foi usada uma adaptação do questionário da American Thoracic Society. A análise multivariada foi realizada por meio de regressão logística. RESULTADOS: Dos agricultores entrevistados, 55% eram do sexo masculino. A prevalência de sintomas de asma foi de 12% e 22% foram considerados como portadores de doença respiratória crônica. As mulheres apresentaram os odds ratios mais elevados para sintomas de asma (OR=1,51; IC 95%: 1,07-2,14) e para sintomas de doença respiratória crônica (OR=1,34; IC 95%: 1,00-1,81). A regressão logística identificou associações entre várias formas de exposição aos agrotóxicos e aumento de sintomas respiratórios. A ocorrência de intoxicações por agrotóxicos mostrou-se associada com maior prevalência de sintomas de asma (OR=1,54; IC 95%: 1,04-2,58) e de doença respiratória crônica (OR=1,57; IC 95%: 1,08-2,28). CONCLUSÕES: Apesar das limitações de causalidade, os resultados evidenciaram que o trabalho agrícola envolvendo agrotóxicos está associado com a elevação da prevalência de sintomas respiratórios, especialmente quando a exposição é superior a dois dias por mês.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Despite the intensive use of pesticides in agriculture there are few studies assessing the risk of respiratory conditions from this exposure. The study aimed at quantifying the prevalence of respiratory symptoms among farmers and evaluating its relationship with occupational use of pesticides and the prevalence of respiratory symptoms. METHODS: A cross-sectional study was conducted among 1,379 farmers from two municipalities of Southern Brazil in 1996. Frequency and type of chemical exposure and pesticide poisoning were recorded for both sexes. All subjects aged 15 years or older with at least 15 weekly hours of agricultural activity were interviewed. An adapted questionnaire developed by the American Thoracic Society was used for the assessment of respiratory symptoms. Multivariate logistic regression analysis was carried out. RESULTS: More than half (55%) of interviewees were male. The prevalence of asthma symptoms was 12% and chronic respiratory disease symptoms was 22%. Higher odds ratios for both asthma (OR=1.51; 95% CI: 1.07-2.14) and chronic respiratory disease (OR=1.34; 95% CI 1.00-1.81) symptoms were found in women. Logistic regression analysis identified associations between many forms of exposure to pesticides and increased respiratory symptoms. Occurrence of pesticide poisoning was associated with higher prevalence of asthma symptoms (OR=1.54; 95% CI: 1.04-2.58) and chronic respiratory disease symptoms (OR=1.57; 95% CI: 1.08-2.28). CONCLUSIONS: In spite of causality limitations, the study results provide evidence that farming exposure to pesticides is associated with higher prevalence of respiratory symptoms, especially when the exposure is above two days per month.
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@org.usp.br