Saúde e Sociedade, Volume: 24, Issue: 4, Published: 2015
  • Social justice and equity in health: an approach centered in the functionings Artigos

    Ribeiro, Carlos Dimas

    Abstract in Portuguese:

    Trata-se de um ensaio de natureza teórica que objetiva defender uma concepção de justiça social voltada aos funcionamentos dos indivíduos, articulando a discussão da justiça com o debate sobre equidade em saúde. Na introdução, são discutidas as circunstâncias da justiça, abordando a questão da escassez dos recursos no campo da saúde. No primeiro item, analisa-se a noção da equidade em saúde, apresentando os principais enfoques abordados, em particular o conceito de equidade em saúde proposto por Margaret Whitehead, amplamente utilizado na saúde coletiva. No segundo item, apresenta-se, brevemente, a Abordagem das Capacitações desenvolvida por Amartya Sen e Martha Nussbaum, que recuperam a noção aristotélica de funcionamento. Ao final, critica-se essa abordagem e defende-se a Perspectiva dos Funcionamentos (PF), proposta por Maria Clara Dias, aplicada ao campo da saúde. Dessa forma, os concernidos da justiça são sistemas funcionais e o que se quer igualar para propósitos de justiça é a integridade funcional dos seres vivos. São apresentadas algumas vantagens dessa perspectiva, considerada aquela que melhor preenche os requisitos de uma concepção de justiça extensiva a todos no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract This is a theoretical article that aims to defend a conception of social justice facing functionings of individuals, articulating the justice discussion with the debate on health equity. In the introduction, we discuss the circumstances of justice, addressing the issue of lack of resources in the health field. The first item analyzes the concept of health equity, presenting the main approaches used, in particular, the concept of health equity proposed by Margaret Whitehead, widely used in public health. The second item presents briefly the Capability Approach developed by Amartya Sen and Martha Nussbaum, which recover the Aristotelian notion of operation. Finally, this approach is criticized and the Perspective of Functionings (PF), proposed by Maria Clara Dias, applied to the field of health, is defined. Therefore, the justice concerned are functional systems and what we want to match for justice purposes is the functional integrity of living beings. Some advantages of this perspective-considered the one that best meets the requirements of a broad conception of justice to all individuals in Brazil-are exposed.
  • Analysis of the perception of managers on management of Prison Health Policy in Mato Grosso, Brazil Artigos

    Barsaglini, Reni Aparecida; Kehrig, Ruth Terezinha; Arruda, Marcia Bomfim de

    Abstract in Portuguese:

    A saúde da população privada de liberdade diferenciou-se em 2003 pela divulgação do Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário o qual, em 2014, foi instituído como Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional. O estado de Mato Grosso habilitou-se ao Plano em 2004 e conta com equipes de saúde em seis unidades prisionais de regime fechado, com gestão compartilhada pelas secretarias estaduais de Saúde e de Justiça e Direitos Humanos. Este artigo analisa a percepção de gestores sobre a gestão da política de saúde no Sistema Prisional de Mato Grosso, enfocando suas características, os entraves e pontos positivos. Valoriza-se a subjetividade na tomada de decisão em que o gestor se vale de referências técnicas, políticas, institucionais, sociais, culturais e a percepção (perpassada pela experiência) que tem do tema e das intervenções. Trata-se de pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória que faz uso de entrevistas semiestruturadas com gestores das duas secretarias e consulta a documentos oficiais de livre acesso, tratados pela análise temática. A gestão das ações de saúde penitenciária encontra entraves, mas, também, avanços. Ressaltam-se as incongruências nos valores que regem o setor da justiça e o da saúde, em que questões jurídicas, de segurança e disciplina tensionam o direito à saúde e a superlotação não pode ser ignorada. O contexto prisional imprime peculiaridades à assistência que se refletem na gestão, pois ora empreendem-se adequações frente ao diferente mobilizando o princípio da equidade, ora o compromete colocando os gestores diante de dilemas entre o cuidado necessário e o possível.

    Abstract in English:

    The health of prison population was differentiated in 2003 with the publication of the National Health Plan in the Prison System which, in 2014, was established as a National Policy on Comprehensive Healthcare for People Deprived of Liberty in the Prison System. Mato Grosso integrated the Plan in 2004 and currently has health teams in six closed regime prison units, with management shared by the State Justice and Human Rights and the State Health Secretariats. The present article analyzes the perception of managers on the management of health policy in the Prison System of Mato Grosso focusing on its characteristics, barriers, and strengths. Subjectivity in decision-making-in which the manager relies on technical, political, institutional, social, cultural references and the perception (permeated by experience) of the theme and interventions-is valued. It is a qualitative, descriptive and exploratory research using semi-structured interviews with managers of both secretariats and consultation of official documents of free access, treated by thematic analysis. The management of prison health actions encounters obstacles but also advancements. Inconsistencies are highlighted in the values that govern the justice and health sectors where legal security and discipline issues put a strain on the right to health and overcrowding cannot be ignored. The prison context provides peculiarities to the assistance, which are reflected in management, because sometimes adjustments are made when facing differences, mobilizing the principle of equality, and sometimes they are compromised and managers are left with the dilemma between necessary and possible care.
  • The multiple borders in the health care provided to foreigners in Corumbá, Brazil Artigos

    Ferreira, Clarisse Mendes Pinto Gomes; Mariani, Milton Augusto Pasquotto; Braticevic, Sergio Iván

    Abstract in Portuguese:

    Corumbá é o maior município brasileiro limítrofe com a Bolívia e está dotado de melhor infraestrutura de saúde que seu país vizinho e, aliado ao fato deste não dispor de serviços gratuitos a todos os seus habitantes, tem atraído um fluxo significativo de fronteiriços para atendimento ao serviço de saúde público, tornando-se palco de coexistência de comportamentos e identidades, muitas vezes controversos. Este trabalho apresenta algumas reflexões sobre os dados empíricos oriundos das entrevistas realizadas junto a profissionais de saúde atuantes em Corumbá e tem como objetivo analisar as múltiplas fronteiras reconhecidas a partir dos discursos proferidos por eles. Para tanto, faz-se uso de contribuições teóricas, com aportes geográficos e antropológicos, para compreender as diferentes abordagens de fronteira extraídas a partir da perspectiva dos agentes de saúde sobre o atendimento aos fronteiriços e também sobre o Sistema Integrado de Saúde das Fronteiras - SIS-Fronteiras, projeto criado pelo Ministério da Saúde do Brasil, em 2005. As informações obtidas a partir da pesquisa de campo, dotada de caráter qualitativo, evidenciam que o elevado grau de permeabilidade com a fronteira política entre Brasil-Bolívia tem favorecido a construção de fronteiras étnicas e culturais, em que o estrangeiro, especialmente o boliviano, é o "outro" na interação social entre profissional de saúde e usuário dentro das unidades de saúde. E ainda revelam inúmeros desafios na concretização do projeto SIS-Fronteiras nessa região fronteiriça, sobretudo o desconhecimento dos profissionais de saúde quanto ao projeto e seus objetivos.

    Abstract in English:

    Corumbá is the largest Brazilian city to border with Bolivia and has a better health infrastructure than its neighbor country and, associated with the fact that Bolivia does not provide free services to all its residents, the city of Corumbá has attracted a significant flow of borderland population who seek local free health services, making it a scenario of coexistent behaviors and identities, mostly controversial ones. This article presents some reflections on empirical data from interviews with health professionals in Corumbá and aims to analyze the multiple borders recognized from these speeches. For that purpose, theoretic contributions are used, with geographical and anthropological supplementation, to understand the different border approaches extracted from the perspective of health professionals about the population that lives at the border and also about Integrated Border Health System-SIS-Fronteiras, a project created by the Brazilian Ministry of Health, in 2005. The information obtained from qualitative field research shows that the high level of permeability with the political border between Brazil and Bolivia has favored the construction of ethnic and cultural boundaries, in which the foreigner, especially the Bolivian, is the "other" in a social interaction among health professionals and users inside health units. And yet they reveal many challenges in implementing the SIS-Fronteiras project in the border region, above all, health professional's lack of knowledge about the project and its objectives.
  • Mediation in health: spaces and professional actions in the rural population care network Artigos

    Santos, Vilma Constancia Fioravante dos; Gerhardt, Tatiana Engel

    Abstract in Portuguese:

    A atual organização das Redes de Atenção em Saúde (RAS) exige olhares que busquem analisá-las a partir dos profissionais e usuários que dão movimento a estes dispositivos. A mediação em saúde, enquanto uma ação do profissional em função das demandas de saúde do usuário e que intervém sobre seu fluxo de utilização dos serviços, é uma possibilidade de fazer esta análise. Tem-se como objetivo deste estudo analisar a organização local de uma RAS a partir da ação de mediação empreendida pelos profissionais que atuam nos serviços de saúde e que atendem populações rurais. Trata-se de um estudo qualitativo que se utilizou de entrevista semiestruturada, diário de campo e observação participante. Apreendeu-se que as ações de mediação em saúde, em seu exercício, envolvem diferentes setores e atores que incidem sobre o campo da saúde, gerando desacomodações em diferentes espaços, circunscrevendo-se além daquilo que é protocolizado e formalmente instituído para os serviços de saúde. O campo de atuação do mediador, no entanto, depende do reconhecimento das ações de mediação como uma atuação legítima, do contrário, existe a possibilidade de a ação de mediação gerar processos de desautorização e cerceamento dos profissionais. Apreendeu-se igualmente que, ao estudar a mediação em saúde em uma RAS, dá-se visibilidade a uma potência, que existe nas tramas destes arranjos, e isto merece atenção e mais debate, uma vez que impacta a lógica institucional e interfere sobre a organização da RAS localmente.

    Abstract in English:

    Abstract The current organization of Health Care Networks (Redes de Atenção em Saúde - RAS) requires a look that seeks to analyze them from the perspectives of professionals and users, which gives movement to these systems. The mediation in health, as an act of the professional on health demands of the users and affecting the flow of the use of the service, is one possibility to perform the RAS analysis. The objective of this study is to analyze the local organization of one RAS using the mediation activities undertaken by professionals working in health services and serving rural populations. This is a qualitative study that used semi-structured interview, field diary, and participatory observation. We learned that the exercise of mediation in health actions, involve different sectors and actors that happens on the health area, generating issues in different spaces and is limited beyond what is filed and formally instituted for health services. The playing field of the mediator, however, depends on the recognition of mediation actions as a legitimate action, otherwise there is a possibility that the action of mediation generates de-authorization and restriction processes to professionals. We also learned that by studying the mediation in health in one RAS gives visibility to the power that exists in the plots of these arrangements, that deserves attention and enlarged debate as it affects the institutional logic and interferes with the RAS organization locally.
  • The social representations of social control in health: the advances and effect of institutionalized social participation Artigos

    Shimizu, Helena Eri; Moura, Luciana Melo de

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo teve como objetivo analisar as representações sociais dos presidentes dos conselhos regionais de saúde do Distrito Federal acerca da prática do controle social. Trata-se de um estudo descritivo que utiliza o referencial teórico das representações sociais de Serge Moscovici. Foram realizadas entrevistas em profundidade com treze presidentes de conselhos regionais de saúde sobre o tema do controle social em saúde. Os dados foram analisados com auxílio do software ALCESTE. A análise lexical resultou na identificação de três eixos temáticos: as fragilidades dos conselhos regionais de saúde; a busca do fortalecimento do controle social; e a problemática da representação nos conselhos regionais de saúde. No primeiro eixo, o conteúdo das representações demonstra a fragilidade do controle social em saúde, ora pela falta de acesso da comunidade a informações sobre a finalidade dos conselhos, ora pela representação do controle social vincular-se à prática de fiscalização dos serviços de saúde, ora pela prática voltada à resolução de demandas imediatas da população. No segundo eixo o conteúdo das representações demonstra que convive no espaço dos conselhos a representação social do controle social com ênfase na participação social para a formulação das políticas públicas de saúde. E no terceiro eixo o conteúdo demonstra a incipiência das representações dos movimentos sociais organizados no segmento dos usuários. Os conselhos regionais de saúde demonstraram potencialidades para alcançar o papel de formuladores de políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento social, especialmente a partir da discussão das necessidades locais.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to analyze the social representations of the chairpersons of the regional health councils in the Federal District about the practice of social control. It is a descriptive study based on Serge Moscovici's theory of social representations. In-depth interviews were conducted with thirteen chairpersons of regional health councils about social control in health. The data were analyzed with the help of ALCESTE software. The lexical analysis resulted in the identification of three core topics: the weaknesses of the regional health councils; the quest to strengthen social control; and the issue of representation in regional health councils. The content of the representations in the first core topic demonstrated the weakness of social control in health, either because of the lack of community access to information about the purpose of the councils or because representation of social control is linked to the inspection of health services or geared towards resolving immediate demands of the population. In the second core topic, the content of the representations demonstrated that the social representation of social control coexists in the space of the councils with an emphasis on social participation in public policymaking for health. In the third core topic, the content demonstrated the incipient nature of the representations of organized social movements of health services users. The regional health councils have demonstrated their potential in formulating public policies that favor social development, especially through discussion of local needs.
  • What really matters in the Conditional Income Transfer Programs? Approaches in differents countries Artigos

    Roque, Daiane Medeiros; Ferreira, Marco Aurélio Marques

    Abstract in Portuguese:

    Diferentes estratégias de proteção social têm sido utilizadas no mundo visando combater a fome e promover a mobilidade social. Dentre elas, os programas de transferência condicionada de renda têm se destacado pelo desenho contratual e pela estrutura de governança que tem a promoção do comportamento positivo do indivíduo, e não a assistência, como elemento central. Portanto, famílias que participam desses programas recebem, em geral, determinada quantia financeira destinada a satisfazer as necessidades básicas e contribuir para o atendimento das condições positivas impostas à sua manutenção no programa. Conhecer as condicionalidades e perceber sob qual contexto de investigação essas práticas têm sido abordadas no meio acadêmico torna-se fator de relevância científica e social. Nessa direção, este trabalho teve como propósito discutir os diferentes desenhos dessa política em diversos países. Para tanto, 50 trabalhos científicos, distribuídos por 28 países, foram analisados, visando contextualizar metodologias e resultados alcançados. Para realizar tal análise, foi procedido um estudo exploratório, a partir da técnica de metaestudo, utilizando como referência a base de dados do Banco Mundial, sítios eletrônicos e artigos sobre o assunto, publicados entre 2003 e 2011, com a finalidade perceber sob qual ótica têm sido estudados os principais programas de transferência de renda do mundo. Dentre os principais resultados alcançados, merece destaque o fato de, indiferentemente do país ou programa de transferência considerado, a manutenção das crianças na escola e o cuidado com a saúde infantil são condições centrais de inclusão e manutenção da família no sistema de transferência.

    Abstract in English:

    Abstract Different social protection strategies have been used worldwide to combat hunger and promote social mobility. Among them, the Conditional Income Transfer Programs stands out because of its contractual design and governance structure, both of which have the promotion of positive behaviour of the individual, and not assistance, at their core. Therefore, families that participate in these programs receive, in general, certain financial amount intended to meet basic needs and contribute to the fulfilment of positive conditions imposed for their maintenance in the program. Knowledge of these conditions and noticing in which context investigation of these practices have been discussed in academic scenario makes it a factor of scientific and social relevance. With this drive, this study aimed to discuss the different designs of the policy in many countries. To achieve this, 50 scientific papers, from 28 countries were analysed, aiming to contextualize their methodologies and achievements. To perform this analysis, an exploratory study was carried out, using meta-study, using as reference the database of the World Bank, the electronic sites and articles published on the subject between the years of 2003 and 2011, with the goal to find under which point of view major income transfer programs worldwide have been studied. Among the main results, we should note the fact that, regardless of the country or conditional income transfer program considered keeping the children in school and attention health are key conditions for inclusion and maintenance of the family in the transfer system.
  • Environmental conflicts and the waters of the São Francisco river Artigos

    Silva, José Marcos da; Gurgel, Idê Gomes Dantas; Santos, Mariana Olívia dos; Gurgel, Aline do Monte; Augusto, Lia Giraldo da Silva; Costa, André Monteiro

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo apresenta um estudo de conflitos ambientais por água nos estados diretamente envolvidos e que se contextualizam no Projeto de Integração do Rio São Francisco, partindo de uma abordagem orientada pela determinação social da saúde envolvendo relações entre o uso de recursos naturais, dominação política e apropriação econômica que estão na base dos processos de injustiça ambiental. Procedeu-se a um estudo exploratório de caráter descritivo, observacional, transversal. A base de dados para a produção de informações foi a da Comissão Pastoral da Terra que monitora os conflitos por água. Tomou-se como a área de estudo os estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Caracterizou-se os conflitos segundo estados, situação do conflito e números de famílias afetadas. Verificou-se a existência de conflitos em todos os estados investigados, principalmente no Ceará e Pernambuco. Conclui-se que o projeto de transposição das águas do São Francisco agudiza conflitos ambientais envolvendo populações indígenas e outros grupos vulnerados radicados nos territórios e que reinvindicam o acesso e uso da água.

    Abstract in English:

    Abstract This article presents a study on the environmental conflicts over water in states directly involved in the context of the Integration Project of the San Francisco River in Northeastern Brazil. It is based on an approach guided by the social determination of health involving the relationships between the use of natural resources, political domination and economic ownership that underlie the processes of environmental injustice. A transversal, descriptive, and observational study was carried out. The database from the Pastoral Land Commission-which monitors conflicts over water-was used as a source of information. The states of Ceará, Paraíba, Pernambuco and Rio Grande do Norte were chosen as scope for the study. The conflicts were characterized according to state, status and the number of affected families. We observed that conflicts existed in all states studied, but especially in Ceará and Pernambuco. We, thus, concluded that the water transposition project for the São Francisco river worsens environmental conflicts involving indigenous populations and others vulnerable groups rooted in the territories that demand access to the water.
  • Risk perception: a field of interest for the interface between environment, health, and sustainability Artigos

    Giulio, Gabriela Marques Di; Vasconcellos, Maria da Penha; Günther, Wanda Maria Rizzo; Ribeiro, Helena; Assunção, João Vicente de

    Abstract in Portuguese:

    Neste artigo, os autores discutem o complexo campo da percepção, em particular da percepção de risco, a partir de um ensaio de natureza teórica e metodológica que busca destacar a sua relevância em pesquisas que dialogam com a interface ambiente, saúde e sustentabilidade. Reconhecendo que fatores sociais e culturais influenciam direta e indiretamente as percepções que os indivíduos têm sobre diferentes riscos, os autores sinalizam que estudos nesse campo podem evidenciar os interesses, os valores e os pontos de conflitos existentes nas arenas e oferecer insights que ajudariam os tomadores de decisão a aperfeiçoar processos decisórios com maior envolvimento da sociedade. Para além da percepção de risco, o artigo discute também exemplos de investigações conduzidas pelos autores com enfoque sobre percepção ambiental. Buscando uma perspectiva crítica para tratar o tema, reconhecem a necessidade de compreender nos processos ambientais e em contextos sociais a configuração dos riscos socioambientais e suas percepções.

    Abstract in English:

    In this article, the authors discuss the complex field of perception, more specifically of the perception of risk, drawing on a theoretical and methodological essay that seeks to stress the importance of risk perception in studies related to the interface environment, health and sustainability. Recognizing that social and cultural elements shape in direct and indirect ways individual's perceptions of different risks, the authors flag that studies in this field can point out specific interests, values, and points of conflicts that exist in the arenas and offer insights that would help decision makers improve their decision making processes with greater involvement of society. In addition to risk perception, the article also discusses examples of investigations conducted by the authors focusing on environmental perception. Searching for a critical perspective to cover the subject, the authors recognize the need to understand, in environmental and societal processes, the setting of socio-environmental risks and how they are perceived.
  • Commodity chain and surveillance in health, work and the environment Artigos

    Leão, Luís Henrique da Costa; Vasconcellos, Luiz Carlos Fadel de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A globalização da economia alterou o padrão produtivo na atualidade e a formação de cadeias de produção é um fenômeno central nessa nova conjuntura. Cadeias produtivas são processos de extração, produção, transporte, distribuição, consumo e descarte de bens e serviços. Para o seu desenvolvimento existem investimentos governamentais econômicos/financeiros, por vezes em confronto direto com os interesses da proteção da saúde dos trabalhadores e ambiental. Isso porque são gerados diversos danos, riscos e vulnerabilidades sociais, ambientais, sanitárias e ocupacionais ao longo das cadeias. A vigilância em saúde, trabalho e ambiente tem o desafio de enfrentar esses complexos problemas para garantir melhorias para as condições de vida. O objetivo deste ensaio teórico é discutir estratégias de vigilância em saúde, trabalho e ambiente, partindo da noção de cadeia produtiva enquanto redes interconectadas de produção-consumo. O artigo apresenta as principais abordagens teóricas sobre cadeias de produção, especialmente, Supply Chain, Global Commodity Chain, Análise de Filière e Agribussiness, destacando as áreas do conhecimento envolvidas. Discute ainda a fragilidade e incipiência da interseção dos saberes e práticas da vigilância em saúde, trabalho e ambiente com a temática das cadeias produtivas, evidenciando a necessidade de superação da vigilância dos produtos em direção à intervenção em toda a cadeia produtiva, mediante a articulação entre as vigilâncias do SUS. Destaca-se também o papel da academia, dos serviços de saúde e das populações para a implementação dessa vigilância.

    Abstract in English:

    The globalization of the economy has changed the current productive pattern and new commodity chains are a central phenomenon in this new scenario. Commodity chains are processes of extraction, production, transport, distribution, consumption and disposal of goods and services. For their development To develop it governments make economic/financial investments, sometimes in direct confrontation with the protection of workers' health and the environment. This is due to the various social, occupational and environmental hazards, risks and vulnerabilities produced throughout these y chains. Surveillance in health, work and the environment has the challenge of facing these complex problems to ensure improvements to the conditions of life. The aim of this theoretical essay is to discuss strategies for surveillance of health, work and the environment, starting from the commodity chain concept as interwoven neta network of production-consumption. The article presents the major theoretical approaches for commodity chains, specifically, Supply Chain, Global Commodity Chain, Filière Analyses and Agribusiness, highlighting the knowledge areas involved. The article also discusses the fragility and the incipient intersection of health, work and environment surveillance knowledge and practices with the commodity chain thematic, demonstrating the need to elevateovercome the surveillance of products toward interventions in the entire commodity chain, through joint actions of surveillance organizations of the Brazilian National Health System (SUS). Finally, the article also highlights the role of academic circles, health services and populations in the implementation of these surveillances.
  • Accidents with biological material: an approach based on the analysis of work activities Artigos

    Donatelli, Sandra; Vilela, Rodolfo Andrade de Gouveia; Almeida, Ildeberto Muniz de; Lopes, Manoela Gomes Reis

    Abstract in Portuguese:

    Trata-se de estudo qualitativo feito em hospital universitário, cujo objetivo foi analisar o trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem, categoria mais numerosa entre os profissionais de saúde e mais sujeita à incidência de acidentes de trabalho. Este hospital conta com um pouco mais de 2.000 profissionais de enfermagem. Foram utilizados dois métodos de análise. 1) A Análise Coletiva do Trabalho (ACT), que consiste em reuniões com pequenos grupos de trabalhadores explicando seu trabalho. Foram realizadas quatro reuniões, com 34 participantes, quase todos do sexo feminino; 2) O Modelo de Análise e Prevenção de Acidentes (MAPA), que foi utilizado para compreender um acidente ocorrido em uma das clínicas do hospital, com um acidentado que aceitou participar do estudo. Os resultados revelaram que as rotinas de trabalho caracterizam-se por rol de tarefas de cuidados aos pacientes, marcado por grande variabilidade no cotidiano de suas atividades constantemente interrompidas com sobreposição de tarefas decorrentes de demandas urgentes, além de problemas em aspectos organizacionais na situação que originou o acidente, bem como, a fragilidade do sistema de gestão de segurança do trabalho no hospital.

    Abstract in English:

    Abstract The present qualitative study was carried out in a university hospital, with the purpose of analyzing the work of nursing assistants and technicians, the most numerous category among health professionals and more prone to accidents in the workplace. This hospital has little more than 2.000 nurses. Two methods of analysis were used. 1) The Collective Analysis of Work (ACT - Análise Coletiva do Trabalho), consists of meetings with small groups of workers who explain their work. Four meetings were scheduled, and 34 participants, almost all of them females, attended. 2) The Model for Analysis and Prevention of Accidents (MAPA), a unique method for the occupational accidents analysis was held in one of the hospital clinics, with an injured worker that agreed to participate. The results revealed that work routines consist of a list of patients care tasks, characterized by a great variability in their daily work schedule. Many interruptions and overlapping tasks arise from urgent demands, besides issues in the organizational aspects of the situation that engendered the accident, as well as the fragility of the system of work safety in the hospital.
  • (De)institutionalization: the perception of Psychosocial Care Enter professionals in Santa Catarina, Brazil Artigos

    Martinhago, Fernanda; Oliveira, Walter Ferreira de

    Abstract in Portuguese:

    Desinstitucionalizar é desafiar, criticar e desconstruir paradigmas. Na área da saúde, não se refere apenas a sujeitos hospitalizados, mas a diferentes atores, inclusive profissionais e familiares. Neste artigo, abordamos o tema de forma mais circunscrita, olhando a desinstitucionalização em sua relação direta, antitética, com o fenômeno da institucionalização de sujeitos acometidos de transtorno psíquico. Através de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório e descritivo analisamos, com base no pensamento hermenêutico-dialético, a percepção dos profissionais dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de Santa Catarina sobre desinstitucionalização. Foram entrevistados 12 coordenadores e aplicados questionários abertos a 24 técnicos graduados, que trabalhavam nos 12 CAPS do estado à época da pesquisa. A maioria destes profissionais conhece as propostas da desinstitucionalização, conforme apresentadas pela Política Nacional de Saúde Mental, com base no movimento de Reforma Psiquiátrica brasileiro, mas vê dificuldades em aplicá-las no dia a dia. Uma parte dos profissionais tem uma compreensão divergente da adotada com base na Reforma Psiquiátrica, alguns não creem em sua concretização nestas bases, e outros acreditam que estão reproduzindo o modelo manicomial. Muitos apontam que não são realizadas ações de desinstitucionalização em Santa Catarina ou o são de forma incipiente.

    Abstract in English:

    Abstract Deinstitutionalization implies to challenge, criticize and deconstruct paradigms. In the health field, not only refers to hospitalized patients but to other actors, including professionals and family members. In this article we discuss deinstitutionalization in its antithetical relationship with the phenomenon of institutionalization of individuals suffering from mental disorders. Through an exploratory and descriptive research study we analyzed, using an hermeneutic-dialectics approach, the perceptions of professionals working at Centers for Psychosocial Care (CAPS) in the State of Santa Catarina, southern Brazil regarding deinstitutionalization. Twelve CAPS coordinators were interviewed and an open questionnaire was applied to 24 professionals then working in the 12 state CAPS. The majority understand the idea of deinstitutionalization as presented by the National Mental Health Policy based upon the tenets of the Brazilian Psychiatric Reform movement but have difficulty in applying them in their daily practice. Some professionals use de-institutionalization and dehospitalization as synonims and some believe that they are reproducing, in the Centers, the asylum model. Actions toward deinstitutionalization have not been taken in Santa Catarina or are feeble.
  • Women, health and crack use: the reproduction of new racism on/by television media Artigos

    Macedo, Fernanda dos Santos de; Roso, Adriane; Lara, Michele Pivetta de

    Abstract in Portuguese:

    A discussão engendrada neste artigo versa sobre as possíveis relações entre os discursos veiculados na mídia televisiva sobre a atenção à saúde, enfocando mulheres que fazem uso de crack e na reprodução do "novo racismo" - expressão empregada no campo dos Estudos Críticos do Discurso. Ainda, observamos as possíveis interlocuções do novo racismo com os discursos relacionados aos direitos sexuais e reprodutivos. Trata-se de um levantamento de documentos de domínio público, que tem como referencial teórico-metodológico os Estudos Críticos do Discurso, assim como os pressupostos da Psicologia Social Crítica em articulação com os Estudos de Gênero. Concluímos que quando o discurso midiático em foco, transmissor da ideologia das elites simbólicas, aborda as mulheres que usam crack na gravidez como um problema social desvinculado do contexto histórico, político e sociocultural, reproduz um novo racismo. Em virtude do caráter de legitimidade dos meios de comunicação de massa, as atitudes racistas são compartilhadas na sociedade, aprofundando-se, assim, as iniquidades sociais e as discriminações de gênero.

    Abstract in English:

    Abstract This article discusses the possible relations between the discourses conveyed in television media about health care, focusing on women that use crack and on the reproduction of the new racism - expression used by the Critical Discourse Studies field. Moreover, we observe the possible connections of the new racism with discourses related to sexual and reproductive rights. This is a survey of public domain documents that has as theoretical and methodological frameworks the Critical Discourse Studies, as well the assumptions of Critical Social Psychology in conjunction with the Gender Studies. We concluded that when the featured media discourse, a transmitter of symbolic elites' ideology, addresses women who use crack during pregnancy as a social problem detached from historical, political and socio-cultural context, it reproduces a new racism. Due to the legitimacy of mass media, racist behavior are shared in society, thereby deepening social inequities and gender discriminations.
  • Generation and generational categories in researches about health and gender in Brazil Artigos

    Costa Júnior, Florêncio Mariano da; Couto, Marcia Thereza

    Abstract in Portuguese:

    O campo da saúde há muito que reconhece os fatores socioculturais como multideterminantes nos processos de produção de saúde-adoecimento-cuidado e tem discutido o dinamismo das articulações entre gênero, raça/etnia e classe social, bem como a conjugação destas categorias para compreender as diferenças e desigualdades em saúde. A categoria geração, como uma das construções sociais altamente influentes no processo de saúde-adoecimento ainda aparece timidamente explorada nos estudos no campo da saúde e, muitas vezes, reduzida a coortes etárias. Este estudo de revisão de literatura, com caráter descritivo-discursivo, objetivou situar criticamente, nos estudos de gênero em saúde produzidos no país nos anos de 2001 a 2013, o construto teórico e analítico da categoria geração, bem como as categorias empíricas relacionadas (infância, juventude, maturidade e velhice). Foram realizadas, a partir das buscas bibliográficas no portal da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), análises descritivas de 225 resumos e análise qualitativa de 57 textos completos. Os resultados indicam esvaziamento de referencial conceitual acerca da geração e das categorias empíricas analisadas, especialmente quanto à categoria maturidade. Nos estudos empíricos, evidencia-se a necessidade de melhor apropriação do referencial conceitual de geração e, dentre os estudos de revisão ou de caráter teórico e ensaísticos, nota-se a importância em ampliar o referencial conceitual da própria categoria geracional, bem como trazer elementos para sua aplicabilidade no âmbito das políticas e práticas de saúde.

    Abstract in English:

    Abstract The healthcare field has long recognized sociocultural factors as multi-determinant of production processes of health-illness-care and has discussed the dynamism between gender, race/ethnic and social class, as well as the conjugation of those categories in order to understand the differences and inequalities in health. The category generation, as one of the most influential social constructions in the process of health-illness, is yet poorly explored in studies on the health area and is many times, reduced to age cohort studies. This study of systematic review of the literature characterized as descriptive-discursive, aimed to situate critically the theoretical and analytical construct of the generation category as well as its related empirical categories (childhood, youth, maturity, and oldness) in studies on gender in health carried out in Brazil between the years 2001 and 2013. A descriptive analysis of 225 abstracts and a qualitative analysis of 57 complete texts were carried out by searches on the Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). The results indicate a deflating of conceptual reference about the generation and the empirical categories analyzed, especially maturity. Regarding the empirical studies, the necessity of a better appropriation of a conceptual reference of generation becomes clear and, among the review, theoretical or essayistic studies, it can be noticed the importance of amplifying the conceptual reference of the generational category, and also of bringing elements to its applicability on health policies and practices.
  • "Fatigue" as a guiding category for the experiences of pulmonary diseased Artigos

    Fleischer, Soraya

    Abstract in Portuguese:

    As doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) e as fibroses pulmonares intersticiais têm recebido pouca atenção da antropologia. Bastante estudadas do seu ponto de vista fisiológico e terapêutico, vale também atentar para seu quadro social, especialmente porque a debilidade provocada pelo comprometimento pulmonar e a oxigenoterapia, geralmente prescrita nas últimas etapas do adoecimento, são quadros que dependem de um arranjo familiar e clínico bastante complexo. Em particular, neste artigo, repousarei o foco sobre o "cansaço", uma categoria bastante central para as pessoas entrevistadas ao narrarem suas experiências com as DPOC. Ao todo, 28 pessoas foram entrevistadas em suas casas, muitas vezes em companhia de suas cuidadoras, numa grande metrópole brasileira, a partir de roteiro semiestruturado. O cansaço figura como principal sintoma identificado e referido ao longo dos itinerários diagnósticos e terapêuticos pelos diferentes serviços de saúde da cidade, de menor a maior complexidade. O cansaço retoma, ao final, como categoria que descreve também a busca que adoecidos e familiares empreenderam por atendimento, internação, medicação e disponibilização dos equipamentos para a oxigenoterapia domiciliar. Ao final, discuto alguns dos motivos que levaram os entrevistados a concentrar sua longa resposta na busca por tratamento, embora essa etapa tenha acontecido há muitos anos. Atenta à forma e ao conteúdo das narrativas dos adoecidos, conforme sugere Arthur Frank, percebo como pode ser mais heroico essas pessoas escolherem contar aventuras, sobressaltos e coragem no passado (quando buscavam os primeiros atendimentos), do que falar sobre dependência, enfado e cansaço, no presente (quando enfrentam o cotidiano da oxigenoterapia paliativa).

    Abstract in English:

    Abstract Chronic obstructive pulmonary diseases (COPD) and pulmonary fibrosis have received little attention from Anthropology. Studied from the physiological and therapeutical perspectives, their social conundrum is also worthy of note, especially because the weakness caused by pulmonary limitation and oxygen therapy-usually prescribed during the last stages of the disease-depend on complex familial and clinical arrangements. In particular, this paper will focus on "fatigue", as the central category pointed out by the respondents that narrated their experiences with COPD. In total, 28 people were interviewed in their home-usually in the company of their caretakers-in a big Brazilian metropolis, using a semi-structured list of questions. Fatigue was the main symptom identified and referred throughout the diagnostic and therapeutic itineraries around different health services-of lower and higher complexity-of the city. Fatigue resumes, in the end, as a category that also describes the search the respondents and their families endured for treatment, hospitalization, medication and in-home oxygen therapy equipment. In the end, I discuss some of the reasons that led respondents to focus their long answers in the search for treatment, although the search took place a long time ago. Form and content of the narratives are taken into account, as suggested by Arthur Frank, and I realize that it can be more heroic to tell tales of adventure, overcoming, and courage in the past (when they searched for the first treatments); than tales of dependence, boredom, and fatigue in the present (when they have to deal with daily palliative oxygen therapy).
  • Social medicalization and dentistry: possible approaches Artigos

    Tesser, Charles Dalcanale; Pezzato, Luciane Maria; Silva, Eduardo Nunes da

    Abstract in Portuguese:

    A medicalização social transforma experiências e características pessoais em objetos de trabalho dos profissionais de saúde, gerando dependência progressiva de saberes/práticas profissionalizados. Apresenta-se um ensaio propondo uma aproximação do tema da medicalização social com o campo da odontologia, com ênfase nas práticas profissionais, contextualizado na contemporaneidade brasileira, no mercado privado e no Sistema Único de Saúde. Apontam-se pontos importantes para a formação e a pesquisa, dado ser este um tema de alta relevância e grande atravessamento com os saberes e práticas profissionais. Tópicos como: mercantilização das práticas, expansão das especialidades odontológicas e estéticas em odontologia, pouca exploração do campo de cuidado (e do potencial dos profissionais auxiliares), "motores" do processo (reducionismo biológico, poder da mídia e da propaganda, manipulação da legitimidade científica, abusos preventistas e de sobretratamento), incipiente exploração das terapias complementares, dentre outros, são sinteticamente abordados, oferecendo uma aproximação crítica geral e algumas possibilidades de análise e desenvolvimento investigativo, conceitual e empírico do tema.

    Abstract in English:

    Abstract Social medicalization transforms personal traits and experiences into work objects for health professionals, generating a progressive dependence on professional knowledge and practice. The present essay aims to discuss this topic in the field of dentistry and oral health, with emphasis on the present professional practice in Brazil, both in the private and in the Brazilian National Health System (SUS). We point out problems that are crucial to education and research, since this is a topic of great relevance and reach in professional practice and debate. Issues such as commercialization of practices, growing of dentistry specialties and of aesthetic dentistry, scarce research on care (and on the potential of technicians); "engines" of this process (biological reductionism, the power of media and marketing, manipulation of scientific legitimacy, abuse of prevention practices and overtreatment); and incipient exploration of supplemental treatment, are discussed. This exposition offers a brief general analytical approach, and some analysis and investigative development possibilities of the subject, both conceptual and empirical.
  • Medical error in the Portuguese press: when patients are part of the news Artigos

    Marinho, Sandra; Ruão, Teresa; Lopes, Felisbela; Fernandes, Luciana

    Abstract in Portuguese:

    Esta investigação aborda a qualidade da produção noticiosa sobre o erro médico, como um fator essencial na construção do conhecimento público sobre o tema, com o objetivo de compreender que características definem tal produção e até que ponto poderão ser explicadas pela periodicidade e orientação editorial dos jornais; que conceito de erro médico é veiculado pela produção noticiosa sobre o tema; e quais são os protagonistas no discurso jornalístico sobre o erro médico. Foram analisadas as edições de três jornais portugueses, de 2008 a 2011, resultando num corpus de 266 (4,2%) artigos, que foram classificados de acordo com as seguintes variáveis: as fontes de informação citadas (o seu estatuto e especialidade, no caso dos médicos); os temas que são tratados; as características de enquadramento da informação publicada (tom, género jornalístico; e a presença e número de fontes de informação). Pela análise de conteúdo quantitativa, apurou-se que esse tema está em crescimento, essencialmente com notícias de tom negativo e fontes de informação habitualmente identificadas. Não há evidência para afirmar que a periodicidade e a orientação editorial expliquem as variações dessas características, a não ser relativamente ao número de fontes citadas. Vigoram as notícias centradas nos resultados dos erros (mortes ou lesões), provocados por "erros de omissão" e por "erros de comissão", envolvendo uma diversidade de protagonistas: são, tal como acontece na informação sobre saúde em geral, fontes oficiais e especializadas do campo da saúde. Destacam-se os médicos e os juristas e é dado relevo aos pacientes.

    Abstract in English:

    Abstract This research addresses the quality of news production on medical error, as an essential factor in building public knowledge on the subject, in order to understand which characteristics define the news production of medical error and to what extent can they be explained by the periodicity and editorial orientation of the newspaper; which concept of medical error is transmitted by the news production on the subject; and who are the main actors in the journalistic discourse about medical error. The editions of three Portuguese newspapers were analyzed, from 2008 to 2011, resulting in a corpus of 266 (4.2%) articles, which were classified according to the following variables: the sources of information quoted (their status and specialty, in the case of doctors); the issues covered; and characteristic framework of the published information (tone, journalistic style, and the presence and number of information sources). Through quantitative content analysis, it was found that this topic is growing, essentially with negative news and information sources usually being identified. There is no evidence to support that periodicity and editorial orientation explain the variations in these characteristics, except for the number of cited sources. News focused on the results of errors (death or injury), caused by "errors of omission" and "commission errors", prevail, involving a variety of actors: they are, such as it happens in health information, in general, official sources and experts in health. Doctors and lawyers stand out, and special attention is given to patients.
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br